Óleos de Cozinha (Parte 2)

Conforme prometido aí vem a parte 2 sobre os óleos de cozinha em que trago mais dois textos do Dr. Mohamad Barakat, sobre duas ótimas opções saudáveis de óleos para serem consumidos: o azeite extra virgem e o óleo de coco!

Em breve trarei pra vocês uma dica ótima para usá-los também no tratamento capilar…

Fica a dica e espero que gostem!

azeite tamanho td_16832_37164

AZEITE EXTRA VIRGEM

Considerada uma das melhores do mundo, a dieta mediterrânea inclui o azeite e gorduras boas quase sempre no cardápio. Assim como as oleaginosas e o óleo de linhaça, o azeite é rico em ômegas, gorduras poli-insaturadas que agem em nosso corpo como um anti-inflamatório, o que pode tratar e prevenir doenças do coração. Além disso, o azeite tem o poder de beneficiar os neurotransmissores cerebrais, o que contribui para uma melhora no quadro de hiperatividade de crianças, Mal de Alzheimer, Parkinson, depressão, menopausa, TPM e outros. Por ser rico em ácidos graxos monoinsaturados, como o ácido oleico, pode aumentar a quantidade de gorduras boas no sangue, o que aumenta o colesterol considerado bom. E não para por aí: já que é prensado a frio, o azeite extravirgem é tão puro que preserva os antioxidantes da azeitona, como os polifenóis e vitamina E.

Os demais óleos vegetais recebem solventes químicos ao passarem pelo processo de refinação, por isso perdem boa parte desses agentes benéficos. Estudos feitos por cientistas europeus mostraram que o consumo regular impede o depósito de gordura na barriga, onde fica justamente o tipo mais perigoso para o coração. Ele ainda é capaz de proteger a pele contra agressões causadas pelos raios ultravioletas, combater dores e inflamações, facilitar a digestão, melhorar a atividade intestinal e estimular a absorção de cálcio pelos ossos. Lembre-se de não colocá-lo na frigideira/panela em temperaturas acima de 180 graus por um longo período, pois assim as gorduras benéficas que compõem o azeite são modificadas de tal maneira que se voltam contra o nosso organismo. Portanto, na hora de preparar a comida, pode aquecer no máximo nas panelas, junto com a água, pois assim ela não permite que o cozimento do azeite ultrapasse os cem graus, o que é a melhor opção.

óleo de coco foto destaque_16776_36771

ÓLEO DE COCO

O óleo de coco é um óleo extraído da fruta coco e existem dois tipos desse alimento funcional, o refinado e o extra virgem. O primeiro é feito a partir do coco seco, enquanto o segundo é feito com o coco fresco. Normalmente, o óleo de coco é encontrado em estado líquido na temperatura ambiente, só ficando sólido e branco quando colocado em baixas temperaturas. O normal é que ele não estrague ou fique rançoso mesmo quando armazenado há algum tempo, então é uma boa escolha. Este óleo é essencialmente composto por gorduras e em maior parte pela saturada que representa quase 87% da quantidade desse macro nutriente, sendo elas, em sua maioria, triglicerídeos de cadeia média (TCM), e não de cadeia longa, como normalmente encontramos nos alimentos. E a vantagem dessa informação é que eles são mais bem absorvidos pelo corpo, principalmente no fígado, sendo logo convertidos em energia e não se acumulando em forma de gordura no corpo. Eles são os responsáveis pela maior parte dos benefícios do óleo de coco que alguns estudos têm demonstrado.  Dentre os principais benefícios – e um dos motivos pelos quais muitos procuram este óleo – é que o produto ajuda a emagrecer. Um estudo feito no Canadá em 2000 mostrou que pessoas que consumiam o óleo de coco tinham uma maior oxidação das gorduras, processo que causa sua quebra, do que as pessoas que seguiam dietas com óleos comuns. Quando a gordura é quebrada no tecido adiposo, ela é usada em forma de energia, ou seja não fica acumulada no organismo na forma das famosas “gordurinhas”. Entretanto, os pesquisadores não conseguiram descobrir o mecanismo responsável por essa alteração. Outra pesquisa realizada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro indica ainda que o óleo de coco nos ajuda a acelerar o metabolismo do organismo. Isso porque o ácido láurico, um dos TCM, fazem as células trabalharem de forma acelerada, consumindo assim mais calorias, o que evitaria o acúmulo de gordura localizada e como resultado favoreceria a perda de peso. De acordo com a pesquisa, o óleo também seria responsável por aumentar o volume de massa magra, os músculos, outros aliados por demandar mais gasto de energia do organismo, ajudando o emagrecimento.

Outro fator que merece destaque é que o ácido láurico e o ácido cáprico, dois dos TCM do óleo de coco, têm a propriedade de modular o sistema imunológico. Alguns estudos mostram essa relação, mostrando sua eficácia contra fungos, vírus e bactérias, mas os cientistas ainda não descobriram como isso funciona. Uma forma indireta de ele contribuir com a imunidade está na melhora do trabalho do intestino ao eliminar as bactérias ruins, já que alimentos ricos em gorduras normalmente auxiliam na digestão, pois a gordura se mistura o bolo alimentar e as fezes, facilitando sua passagem pelo sistema digestivo. Além disso, o ácido láurico e suas propriedades antibacterianas eliminam as bactérias ruins do intestino, favorecendo sua microbiota (flora intestinal) e assim melhorando o funcionamento do órgão. Mas, cuidado, o consumo em excesso pode trazer o efeito rebote, causando diarreia, por isso é sempre aconselhável ter bom senso na hora de utilizar o óleo de coco. Para finalizar, é interessante destacar os principais usos deste produto, que se concentram principalmente na finalização de pratos quentes, tempero de saladas (em sua versão extra virgem), preparação de bolos e tortas, além de misturado com iogurtes, sucos ou vitaminas. Indico uma colher de sopa de óleo de coco uma vez ao dia como uso rotineiro para pré-treino, funcionando como fonte de energia dependendo do seu tipo de dieta. Uma colher de sopa de óleo pode lhe trazer muitos benefícios à saúde, além de energia, pois é bactericida e anti-fungicida ao intestino e organismo.

Fonte: Dr. Mohamad Barakat, formado pela FMABC-UNIFESP/EPM, Pós-Graduado em Endocrinologia e Metabologia pela IPEMED (http://drbarakat.com.br/)

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s